Oração pelos mortos

“… É um pensamento santo e salutar rezar pelos defuntos para que sejam perdoados de seus pecados” (2 Mac 12,46)

A Igreja Católica sempre ensinou  que o destino dos que estão no purgatório pode ser afetado pelas ações e intercessão dos vivos.

Oração pelos mortos na Escritura
“Judas, tendo feito uma coleta, mandou duas mil dracmas de prata a Jerusalém, para se oferecer um sacrifício pelo pecado. Obra bela e santa, inspirada pela crença na ressurreição. Santo e salutar pensamento de orar pelos mortos. Eis porque ele ofereceu um sacrifício expiatório pelos defuntos, para que fossem livres de seus pecados. (II Mac 12 ,43-46)

Lemos claramente que Judas Macabeus ofereceu um sacrifício pelos mortos,para que esses fossem livres de seus pecados.

”O Senhor conceda sua misericórdia à casa de Onesíforo, que muitas vezes me reconfortou e não se envergonhou das minhas cadeias!Pelo contrário, quando veio a Roma, procurou-me com solicitude e me encontrou. O Senhor lhe conceda a graça de obter misericórdia junto do Senhor naquele dia. Sabes melhor que ninguém quantos bons serviços ele prestou em Éfeso. ” (2 Timóteo 1:16-18)

Meus irmãos, reparem bem que São Paulo pede que Deus conceda misericórdia a seu amigo já falecido Onesíforo ”naquele dia” ( no dia do julgamento).

”Dá de boa vontade a todos os vivos, não recuses esse benefício a um morto.”(Eclesiástico7,37)

O autor de Eclesiástico manda rezar pelos vivos, e não negar essa oração aos mortos.

Testemunho primitivos

S. João Crisóstomo (349-407) : “Os Apóstolos instituíram a oração pelos mortos e esta lhes presta grande auxílio e real utilidade.” (In Philipp. III 4, PG 62, 204).

São Cirilo, Bispo de Jerusalém (†386):“Enfim, também rezamos pelos santos padres e bispos e defuntos e por todos em geral que entre nós viveram; crendo que este será o maior auxílio para aquelas almas, por quem se reza, enquanto jaz diante de nós a santa e tremenda vítima” (“Catequeses. Mistagógicas”. 5, 9, 10, Ed. Vozes, 1977, pg. 38).

“Da mesma forma, rezando nós a Deus pelos defuntos, ainda que pecadores, não lhe tecemos uma coroa, mas apresentamos Cristo morto pelos nossos pecados, procurando merecer e alcançar propiação junto a Deus clemente, tanto por eles como por nós mesmos”

Tertuliano (Século I)A esposa roga pela alma de seu esposo e pede para ele refrigério, e que volte a reunir-se com ele na ressurreição; oferece sufrágios todos os dias aniversários de sua morte.” ( De Monogamia,10)

Verdadecatolica.

Anúncios
Esse post foi publicado em Doutrina. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s